Município de Aljezur

19ºC
13ºC
Data de Publicação: 27/03/2019 00:00:00
A Rota de al-Mutamid

O TURISMO CULTURAL COMO INSTRUMENTO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DOS RECURSOS E DO PATRIMÓNIO HISTÓRICO-CULTURAL ENTRE A FRONTEIRA DA ANDALUZIA E ALGARVE

A Rota al-Mutamid é um apaixonante itinerário turístico-cultural relacionado com a história do al-Andalus, tendo como fio condutor a memória histórica do Rei al-Mutamid e abarcando o território transfronteiriço da Andaluzia e do Algarve.

Esta rota relembra aquele que foi conhecido como o rei poeta nascido em Beja e que chegou a ser rei da Taifa de Sevilha. Apaixonado e erudito, conhecedor de música e poesia, o seu percurso de vida levou-o a ser governador de Silves antes de ser senhor de Sevilha.

Esta é uma interessante rota que nasce em terras portuguesas e que através de dois itinerários abraça o ângulo sudoeste da Península Ibérica. Paisagens muito diferentes fazem desta rota uma das mais ricas, não só no que respeita ao património monumental, mas também no que concerne os espaços naturais. É possível sentir uma continuidade histórica das povoações do Alentejo e do Algarve, com a Andaluzia ocidental, porque de facto houve um período em que no passado toda esta zona do mundo se chamava al-Andalus.

A rota inicia-se em Lisboa, mesmo em frente ao Oceano Atlântico e acaba em Sevilha, onde reinou esta dinastia. No entanto, o itinerário que aqui se apresenta concretizado começa na vila de Aljezur, que foi durante a época muçulmana quase uma ilha rodeada por mar, e finaliza em Cortegana, em pleno Parque Natural da Serra de Aracena e Picos de Aroche. São mais de trezentos quilómetros em que o meio físico e paisagístico apresenta variações notáveis.

Esta rota turístico-cultural enquadra-se no Programa de Cooperação transfronteiriço Espanha-Portugal 2007-2013 e foi cofinanciada com fundos FEDER.

A Fundação Pública Andaluza “El Legado Andalusí” lidera o projeto “AL-MUTAMID – O Turismo Cultural como instrumento de Desenvolvimento Integrado dos Recursos e do Património Histórico-Cultural entre a Fronteira da Andaluzia e do Algarve” e conta com parceiros como a CECA (Confederação Empresarial do Comércio da Andaluzia), em território andaluz, e a Direcção Regional de Cultura do Algarve, as Câmaras Municipais de Silves e Tavira e a Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur, em território algarvio.

Esta rota transfronteiriça (que se une em Sevilha à Rota de Washington Irving), vem assim materializar, numa primeira fase, a Rota de al-Mutamid, a única das rotas do Legado Andaluz que chega a Portugal. Com esta são cinco as rotas tornadas realidade: a do Califato, a dos Nazaríes, a de Washington Irving e a dos Amorávidas e Almóadas. Todas foram declaradas Itinerário Cultural do Conselho da Europa, colocando assim o Algarve no mapa dos percursos culturais europeus, oferendo ao turista caminhos históricos cheios de cultura, tradição e património.

A rota é apoiada por um livro-guia com conteúdos desenvolvidos pela fundação «El Legado Andalusí», sendo complementada com informações sobre locais a visitar gastronomia, artesanato e festividades, estimulando a descoberta dos sítios que ela atravessa e de outros locais com interesse cultural e ambiental.

Mais informações em:

www.legadoandalusi.es 

rutadealmutamid.com

www.adpha.pt | www.adphaa.blogspot.com

E-mail: adpha@sapo.pt

Contactos: Tel. +351 282991011 (Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur)

Aljezur pelos olhos de quem nos visita...

Use #aljezur nas suas fotografias para as ver no nosso feed!